sexta-feira, 27 de julho de 2007

I Sit and Think
I sit beside the fire and think
Of all that I have seen,
Of meadow-flowers and butterflies
In summers that have been;

Of yellow leaves and gossamer
In autumns that there were,
With morning mist and silver sun
And wind upon my hair.

I sit beside the fire and think
Of how the world will be
When winter comes without a spring
That I shall never see.

For still there are so many things
That I have never seen:
In every wood in every spring
There is a different green.

I sit beside the fire and think
Of people long ago,
And people who will see a world
That I shall never know.

But all the while I sit and think
Of times there were before,
I listen for returning feet
And voices at the door.


JRR Tolkien

21 comentários:

Canochinha disse...

Tolkien? Tocaste no meu ponto fraco:)
Simplesmente lindo.

joaninha disse...

mto bem... ;)

hobbes disse...

lembrei-me agora e ja que estas aqui sentado..
que tens de me contar uma historia grande

Afonso Sade disse...

Pode ser a dos três porquinhos?

;)

hobbes disse...

naoooooooooo
foi aquela ue me prometeste algues neste blog..

Afonso Sade disse...

Sinceramente já nõa me recordo :$

Mas podes sempre avivar-me a memória!

;)

hobbes disse...

"Depende, se calhar não sou 100% Afonso! É uma estória mto comprida e complicada!

Mas assim está melhor!"


foste tu que disseste :p dia 9

sim estive este tempo todo a procura

Afonso Sade disse...

Gabo-te a paciência!

A vida está repleta de estórias, umas completas outras incompletas mas sem dúvida repletas de sentimentos e loucura, de tudo um pco na mistura.
Contudo, as minhas, não mas permito contar, sei que não tenho nada a desvendar mas é me impossível partilhar.

;)

hobbes disse...

ahah tu prometeste contar..nao acredito
so promessas
que desilusão
:p

Afonso Sade disse...

Vá, não vamos deturpar as coisas e confundir o que foi dito.

Eu disse:
"Assim que puder eu conto a estória!"

Primeiro não há em qqer parte da frase referência ao verbo prometer.
Segundo, eu não posso prometer o que sei à partida que dificilmente consigo cumprir.
Terceiro, não me permito a mim e a quem me habita, a exposição aos olhos desta sociedade!

;)

hobbes disse...

"Assim que puder eu conto a estória!"
bem..se alguem me disser alguma frase começada por "assim que puder" e terminada com o acto..contar a estoria..
eu penso:
a)não tem nada a ver com uma promessa..
b)essa pessoa nunca me vai contar nada..
c)esta pessoa nao se vai expor aos olhos da sociedade..

pois claro..
=)
acho que o "não" ou o "nunca" são um pouco mais usados..experimenta :p

exemplo:
"não te vou contar a estoria"

Afonso Sade disse...

Porque é que não me percebem? Será que não sou claro?

Assim que puder não implica uma tempo definido nem implica uma obrigação para com o receptor, certo?

Posso-me encontrar num estado de espirito que não me permita contar a estória, como é o caso, e esse estado é indefinido. Sendo assim não posso!

Não nego à partida uma ciencia que desconheço, por isso não nego tb uma coisa que não sei se posso vir a conseguir um dia mais tarde!

Agora qdo é a grande questão!

;)

hobbes disse...

esquece..
:p

agora vais ter de me amarrar para eu ouvir a historia..

Afonso Sade disse...

Se me conhecesses minimamente saberias que eu não gosto de prender ninguém! ;)

Mas se algum dia eu tiver a disponibilidade eu tento convencer-te a ouvir!

;)

hobbes disse...

ah
ja sei uma coisa sobre que ti..além de saber que andas de bicicleta =p

isto era para dizer o que disseste agora..
um dia ainda vais ter de me convencer a ouvir a estoria *
eu preferia ser o lobo

Afonso Sade disse...

Ando de bike, pratico (cada vez menos) escalada, gosto de Metal em geral mas do Industrial e Gótico em particular. Ando a ler um livro de Robert Kastenbaum editado em 1984, tenho um Clio de dois lugares e mandei uma Hornet para a sucata.

Vês assim já ficas a saber mta coisa.

;)

hobbes disse...

uau :p que avanço
eu nao th carro(o meu pai é que tem e é um clio sport) e so aprendi a andar de bicicleta este ano..e gostei mt..gosto de jazz..nos meus tempos livres desenho

estas são daquelas informações que podem pertencer a qq pessoa

Afonso Sade disse...

São as melhores!

As informações individuais são, como o nome indica, de cada individuo e para cada individuo. ;)

Tipo as passwords, pessoais e intransmissíveis!

;)

hobbes disse...

oh,mas eu gosto mais de outro tipo de informaçoes como por exemplo..
a tua historia e isso

por acaso se eu fosse rapaz gostava de me chamar afonso..ou joao..

Afonso Sade disse...

Lol a minha história é passado, eu vivo o presente sem pensar mto no futuro, um género alterado do Carpe Diem.

Eu não gostava de ser rapariga...

;)

hobbes disse...

nem eu.. :p