terça-feira, 5 de junho de 2007

The human animal is a beautiful and terrible creature, capable of limitless compassion and unfathomable cruelty. If you wish to find that which becomes the dividing line between mankind and other biological classifications, it rests not in brain size, dominance, or even emotional capability, but lies in the unique capacity for human beings to reflect on their actions and show regret, what is most certainly the ability to empathize, that gives them their position. All animals understand love and affection, but only man shows the propensity to place himself into the shoes of another life form. Losing this capability, among individuals of this species, reduces them below their much heralded position, and readies the climate for the likely fall of man, the fall from grace.

Sophia

I found today that I’m neither man nor animal…
Afonso Sade

11 comentários:

joaninha disse...

pronto...

eu sei que sou chata (cof cof!) mas surgiu me uma dúvida... "neither man nor animal…"

até tenho medo de perguntar o que és afinal! :P
LOL

*beijinhos*

Ana disse...

Sabes o que és ao menos?
É que eu não... às vezes até acho que não sou deste mundo.

=**

Phantom disse...

Talvez sejamos uma verdadeira mutação...

Noquinhas disse...

Mantenho a pergunta. :D

Jinhos

JJSilva disse...

Qualquer dia ainda descobrimos que afinal és um ET.

lol

Afonso Sade disse...

A razão de não saber o que sou assenta em duas frases da citação:

“If you wish to find that which becomes the dividing line between mankind and other biological classifications, (...)lies in the unique capacity for human beings to reflect on their actions and show regret(...)”

e

“All animals understand love and affection (…)”

Segundo estas premissas eu questiono-me sobre o meu ser, pois não possuo a capacidade de mostrar arrependimento, nem de reflectir sobre as minhas acções como os humanos e não consigo compreender o amor como os animais. Talvez tenha um pouco de animal pois consigo entender o afecto… talvez um pouco…

Mas sendo assim eu não sei o que sou!

;)

@n@bel@ disse...

Ui... há aí muito trabalho para o psiquiatra :)ou não...

joaninha disse...

é definitivo: passou se! :P

(brincadeirinha!) LOL

**

Afonso Sade disse...

Os psiquiatras não querem nada comigo! Quer dizer o último que "conheci" queria-me partir o focinho... mas as razões eram outras!

;)

Ana disse...

Olha, segundo a tua explicação e que tal irmos procurar uma colega da minha amiga já no activo, para nós os dois, ãh? hehe

É que eu ando a sofrer gravemente de crises existenciais.

e o que também não é nada bom, é uma pessoa acordar ao som de marco paulo e o seu grande hit " tenho dois amores". E depois andar a manha toda a cantarolar a musica!
Que sofrimentooooo!!!

=S

Afonso Sade disse...

Eu mal saiba de alguém que nos queira aturar aviso-te!

Mas não cries mtas expectativas!

;)