sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

Insónias pt.2

E se te dissessem que podias voltar atrás no tempo, por 5 minutos, o que é que farias?
Com quem irias ter? O que é que corrigirias?

Passa-nos tanta coisa pela cabeça... não sei o que faria, talvez nada! Penso que se alterasse algo todo o mundo iria ficar afectado, basta uma pessoa poder alterar o passado e todas as ligações a nível mundial são alteradas, todas as decisões são refeitas, mortes são evitadas e novas mortes surgem. As ligações que temos com cada pessoa, por mais insignificantes que sejam condicionam-nos e condiciona-os, somos fruto de múltiplas interacções, tudo o que se passa é controlado por cada um de nós ao segundo e nós nem nos apercebemos disso!

O simples facto de cumprimentarmos aquela cara conhecida pela manhã a sair de casa faz com que essa pessoa se encoraje a cumprimentar os conhecidos que vai cruzando... e talvez no meio desse cumprimentar consiga dar atenção aquele individuo que se sente afastado da sociedade e ia em busca da saída mais cobarde desta guerra que travamos diariamente. Esse pequeno gesto faz com que o indivíduo mude de ideias, por esse simples, bom dia... prestado pela cara conhecida... por isso apenas não vai haver necessidade de interacção posterior das autoridades e com isto elas vão estar dispostas a outras chamadas que surgem entretanto. Mas ao mesmo tempo que se poupa a vida de alguém que se julgava perdido é dado o último suspiro por aquele jovem que esperava pelo rim que nunca mais aparecia... A sua última hipótese acabava de se decidir a viver, por mais um dia... Não nos cabe a nós decidir se terá sido melhor poupar a vida de um desgraçado à de um jovem com vontade de viver... mas sem sequer termos noção disso fomos heróis e assassinos em 5 segundos que gastamos a cumprimentar a vizinha do 5º Esquerdo.

Ainda hoje me pergunto... o que seria de mim se tivesse crescido numa cidade, rodeado pelo fumo, pelo trânsito, pelas ruas povoadas... o que teria sido de mim se em vez de andar sozinho, perdido pelos campos em busca de bichos dos mais variados tipos, tivesse crescido com uma bola de futebol nos pés e um comando de uma PlayStation na mão! Onde me encontraria eu agora?

Acho que todas as decisões tomadas até agora foram as mais correctas! Todas as vezes que fiz asneiras, todas as vezes que não fui forte o suficiente para dar o passo em frente, todas as vezes que deixei passar as oportunidades... todas essas vezes... foram como que decisões correctas de um subconsciente com consciência suficiente para me encaminhar!

Bem, já são duas da manhã e tenho reunião às nove... é melhor decidir ir dormir!
Será esta uma boa decisão...?

4 comentários:

Pequenina disse...

Sim... foi uma boa decisão... já tinhas escrito o texto que ia fazer algumas pessoas pensar, e concordo contigo:)

Eu também cresci a correr no campo…,
a fazer coroas de malmequeres, apanhar lagartixas e outros que tais, a subir às árvores e a dar uns valentes tombos, sabes que mais? Se hoje pudesse mudar isso.... Não mudava!

Que tal a reunião... muito sono:)?

Afonso Sade disse...

A Reunião? Para além de ter chegado atrasado, li a norma errada e estava mais preocupado com o DSC, pois não sabia se o técnico o tinha ligado! Resultado vou ter mais trabalho mais dias sem almoçar e vou chegar ao fim do mês a ganhar o mesmo!

;)

DSC - Differential scanning calorimetry, se estiveres interessada está tudo explicado aqui:
http://en.wikipedia.org/wiki/Differential_scanning_calorimetry

L. Laranjo disse...

A isto chama-se uma verdadeira "perspectiva sistémica" do quotidiano.

joaninha disse...

eu por acaso até ia perguntar o que era o DSC assim já não pergunto :P LOL

gostei do texto... se voltasse a tras nao mudava grande coisa... só algumas decisões que deixei que tomassem por mim já há muito tempo... mais nada! também cresci no campo e não tenho pena nenhuma disso... bem pelo contrario! há pouca gente que se pode gabar de ter coelhitos selvagens a "almoçar" pertinho da porta de casa! :)