quarta-feira, 7 de novembro de 2007

A ler...

A ISO 14855 para fazer uma espécie de costeio ao ensaio...

Mais meia dúzia de artigos:

Estudo experimental do poliuretano de óleo de mamona (Ricinus communis) como substituto parcial do tendão calcâneo comum em coelhos (Oryctolagus cuniculus);

The use of castor oil polyurethane in the design of products;

The importance of the internal porosity of the castor bean polymer in the bone neoformation – Study in rats;

Utilização da poliuretana da mamona nas formas compacta e porosa no preenchimento de falha óssea: estudo experimental em cães;

Isto só para ficar a perceber mais um bocadinho sobre o Castor Oil, ou como dizem os brasileiros, Óleo de Mamona.

4 comentários:

joaninha disse...

ai era para ficar a perceber?! :S

ups!

LOL

*bjinho*

(sôfrego?! tadinho! LOL)

joaninha disse...

já agr... pq usar dessa coisa em bichinhos?!

L. Laranjo disse...

Upa upa, viva as Mamonas!

Afonso Sade disse...

joaninha: Lá terá que ser, temos de ajudar o ambiente!

Qto aos bichinhos... preferias ser tu a cobaia? É um mal necessário...

l.laranjo: E o óleo de Castor! lol

;)