quarta-feira, 23 de maio de 2007

Arrepiante!

Há músicas que me arrepiam de tal maneira que até as vertebras batem palmas... esta é uma delas!

Two For Tragedy


Sleep Eden sleep
My fallen son
Slumber in peace

Cease the pain
Life’s just in vain
For us to gain
Nothing but all the same

No healing hand
For your disease
Drinking scorn like water
Cascading with my tears

Beneath the candle bed
Two saddened angels - in heaven, in death

Now let us lie
Sad we lived sad we die
Even in your pride
I never blamed you

A mother’s love
Is a sacrifice
Together sleeping
Keeping it all

No sympathy
No eternity
One light for each undeserved tear

Beneath the candle bed
Two souls with everything yet to be said

Nightwish - Wishmaster - Two For Tragedy

9 comentários:

joaninha disse...

"I never blamed you"

se todos fizessem isso...

*beijinho*

Noquinhas disse...

Adorei a frase que até as vertebras batem palmas. :)

Jinhos

Phantom disse...

Tal como a noquinhas, achei a das vértebras o máximo ehehe, nunca tinha pensado nessa sua função ;o)

Afonso Sade disse...

joaninha: No mundo em que vivemos... vai ser dificil!

noquinhas: :D Nunca sentiste isso? É mto fixe! ;)

phantom: Não é uma função normal, digamosque até é um pco fantástica... é uma boa metáfora!

;)

Ana disse...

Opa... ouch! É que não gosto de Nightwish... é a voz... epa... aloja.se nos ouvidos e fica.me a martelar o cerebro o dia todo.
Pah, mas a letras abusam ;)**

@n@bel@ disse...

Tal como a noquinhas gostei dessa expressão das vértebras...não conhecia essa tua faceta elástica (quer dizer eu também não te conheço assim tão bem, mas olha faz de conta :) ) Agora a música...bom..como hei-de dizer.. é assim a modos que prontes não sei... ah espera já sei não faz muito o meu género :)

Afonso Sade disse...

Ui as minhas facetas... a elástica não é uma delas, pelo menos não tenho elasticidade nenhuma!

Qto à música, já estava à espera que não fosse do teu género!

;P

Pequenina disse...

Ui....

Ninguém diz "até as vértebras batem palmas."

nhé :P

Afonso Sade disse...

pequenina, estás-me a chamar ninguém...? É que a música é tão arrepiante que nem as vértebras se contêm! ;)

;P